fbpx

BLOG

Dicas e Saúde, Bem-Estar e Notícias

Infarto: como reconhecer e o que fazer

Ataque cardíaco: como proceder

Infarto: o que fazer

COMO RECONHECER UM INFARTO CARDÍACO

Nem todos os ataques cardíacos começam com uma dor súbita no peito.

Os sintomas podem ser mais leves e menos óbvios. Muitas pessoas pensam, por exemplo, estar com problemas digestivos.

Por não ter certeza do que está errado, acabam esperando demais para pedir ajuda.

Por isso, é importante estar atento. Saber reconhecer os sinais de infarto cardíaco pode salvar a sua vida ou a de uma pessoa próxima.

 

QUAIS SÃO OS SINAIS?

 

· Pressão no peito – A maioria dos ataques cardíacos envolve dor intensa no centro do peito que dura mais do que alguns minutos, ou que vai e volta;

· Dor ou desconforto em membros superiores – pode ser em um ou ambos os braços, costas, estômago, pescoço ou mandíbula;

· Falta de ar – pode vir acompanhada ou não de dor no peito;

· Outros sintomas – incluem tontura, suor, indigestão ou náusea.

 

 

O QUE FAZER EM CASO DE INFARTO CARDÍACO

 

Ao aparecem os primeiros sintomas, chame socorro ou dirija-se a um hospital imediatamente. Quanto maior a demora, maior o risco. Se você está ajudando alguém com suspeita de infarto, tome algumas precauções enquanto espera por ajuda médica:

 

1. Procure ajuda
Antes de tudo, sempre ligue para o serviço de emergência, como o Samu (192) ou os bombeiros (193).

2. Na pressa
Caso a ambulância vá demorar acima de 20 minutos, é melhor correr para o hospital mais próximo de carro ou táxi.

3. Sem exercícios
Não permita que a pessoa com sintomas faça qualquer esforço físico, muito menos dirija até o pronto-socorro.

4. Sem comer
Não ofereça alimentos ou bebidas à vítima. Além de ser um desperdício de tempo, isso traria até problemas.

5. Trato prévio
Se o indivíduo não tiver alergia à aspirina, dê dois comprimidos desse remédio, que tem poder anticoagulante.

6. Sem aperto
Em situação de desmaios, deite o corpo em posição confortável. Afrouxe as roupas, os sapatos e os acessórios.

7. Tranco elétrico
Confira se há um desfibrilador. Por lei, lugares com grande circulação precisam ter o aparelho.

8. Hora da ação
Se o infartado estiver sem batimentos e respiração, inicie a massagem cardíaca. Veja como proceder no vídeo:

 

 

FATORES DE RISCO

Um ataque cardíaco acontece quando parte do músculo do coração deixa de receber sangue por causa de algum bloqueio. Homens com mais de 45 anos e mulheres com mais de 55 estão mais sujeitos a enfartar.

Além da idade, há outros fatores de risco:

· Tabagismo;

· Colesterol aumentado;

· Diabetes mellitus;

· Hipertensão arterial;

· Obesidade;

· Sedentarismo;

· Estresse e depressão.


Este texto é reproduzido por:
SYG Planos de Saúde

Precisando de planos de saúde ou odontológicos?

Quero receber cotação pelo Whatsapp